Mais sobre Mogi das Cruzes, aposto que você não sabia!

Mogi, vista do Pico do Urubú, ponto mais alto da cidade.

Já parou pra pensar no quanto Mogi das Cruzes é grande e em quantas coisas já aconteceram por aqui!? 

Vamos ver algumas curiosidades para que você, como uma boa(o) mogiana(o), fique por dentro de várias coisas legais e até importantes de se saber:  

Quem descobriu Mogi? 

Por muito tempo, Braz Cubas foi conhecido como fundador da cidade. Documentos mais recentes, porém, bem fundamentados apontaram que não, que foi Gaspar Vaz, o primeiro proprietário de terras em Mogi, quando obteve sua sesmaria em 22 de setembro de 1608. A fundação foi em 1º de setembro de 1611, com o nome de Vila de Sant’Anna de Mogi Mirim. 
 

.

Número de habitantes 

Em 1772, a população era de 4.351 habitantes, sendo 1935 mulheres, 640 escravos e 1776 homens, num total de 669 casas.


Em 1907, o número total já passava de 20 mil. Atualmente, segundo o IBGE, a população estimada chega a quase 441 mil pessoas.
Em cento e doze anos, deu uma diferença, né!? 

Dom Pedro esteve aqui 

Sim, esteve! Dois dias depois de proclamar a independência do nosso país, ele deu uma passadinha, se instalou no Convento do Carmo, (propriedade dos Carmelitas, na época) e no dia seguinte, nomeou Candido Xavier de Almeida e Souza a Governador das armas da então Província e voltou para o Rio de Janeiro.  


Até quando usamos a lamparina?  

A luz elétrica chegou em 29 de maio de 1909, às casas residenciais. Já a iluminação pública, apenas em 7 de setembro do mesmo ano. Antes disso, haja querosene!
A felicidade foi tanta, que houve até comemoração, lá no Largo da Matriz. 

Redes Sociais: Telefone, no caso. 

Chegou aqui na cidade em 6 de maio de 1913, através as Companhia Rede Telefônica Bragantina. Nesta data, Mogi teve seu primeiro telefone, com ligações para São Paulo e Minas. Em seguida, aos poucos, casas comerciais e residenciais também passaram a ter seu próprio aparelho. A mensalidade por aparelho era de 8 MIL RÉIS. Alguém aí, sabe converter isso em reais, pra saber se é muito ou pouco? 
 

Dr.  Deodato Wertheimer – Você com certeza já ouviu falar desse nome. Mas sabe de quem se trata!? 

No dia 24 de abril de 1913, a imprensa local publicou o primeiro anúncio na especialidade: “Médico Cirurgião”. 
O Dr Deodato Wertheimer, foi extremamente atuante na cidade,por ter sido pioneiro na área da saúde. Em 5 de Janeiro (dia do meu aniversário, mas eu sou de 88, um tempinho depois), de 1919, foi homenageado com um cartão de ouro, devido suas ações durante a gripe espanhola, em 1918.  
Em 30 de julho de 1938, o então prefeito, Zoe Arouche de Toledo, deu seu nome à antiga rua 13 de maio: A super-hiper-ultra-mega, conhecida, hoje como: Rua Dr Deodato Wertheimer, no centro comercial da cidade.  
 

Mogi das Cruzes, já foi sede do maior cinema da América Latina. O Cine URUPEMA.  

Sim, por 12 anos, desde 1947, após sua inauguração, com seus 2800 lugares. Como diz o poeta: “todo mundo espera alguma coisa de um sábado à noite”, esta frase deve ter nascido aqui, na Terra do Caqui, afinal, era este, o dia mais aguardado para namorar, no escurinho do cinema… quer dizer, para assistir um filme né gente!!  
Brincadeiras à parte, a verdade é que clássicos da época foram exibidos nesta grande tela, proporcionando noites memoráveis a quem saia de casa para aproveitar as exibições!  

Caqui – essa você já sabe, mas não poderia faltar: 

Em meados do século XX, no bairro do Cocuera, foram plantados os primeiros pés de Caqui, pelas mãos dos japoneses, pioneiros e responsáveis por vários destaques nacionais positivos, no que tange não somente à fruticultura como em várias outras situações. 

Segundo o IBGE, em 2017, Mogi produziu uma safra de 36.400 toneladas de caqui, o equivalente a R$21.622.000,00. Esse número é ducaqui, heim!!!  

Gostou desta série de minis-curiosidades? 
Quer mais informações como estas?  

Escreve aqui nos comentários “quero mais curiosidades sobre Mogi” 
Se preferir, coloca também o assunto!! 


 
Referências destas Informações e fotografias: 
https://cidades.ibge.gov.br/brasil/sp/mogi-das-cruzes/panorama 
Livros: MOGI DAS CRUZES – Terra da Gente. Autor: Geraldo de Moraes.  
A NOVA HISTÓRIA DE MOGI DAS CRUZES. Autor: Mario Sérgio de Moraes Imagens:

Divulgação/internet/arquivos antigos. Caso alguém saiba de algum autor específico de alguma imagem, é só se identificar que eu acrescento. 😉  

Site Oficial: https://mogiterradocaqui.com/  
Redes Sociais 
Instagram: https://www.instagram.com/mogi.terradocaqui/  
Facebook: https://www.facebook.com/mogiterradocaqui/ 
Linkedin: https://www.linkedin.com/in/juliane-maia-64b7b8ba/ 

#Cultura #história #quemdescobriumogidascruzes # 
#numerodehabitantes ##extençãoterritorial #DomPedroemMogidasCruzes 
#chegadadaluzeletrica  #chegadadotelefone #drdeodatowertheimer #cineurupema #maiorproduçãodecaqui 

#mogidascruzes #mogiterradocaqui #arte #turismo #patrimônioimaterial #patrimoniomaterial #transformaçãosocial